Domine sua Língua!

Graça e paz amados! Hoje vamos falar de uma pequena parte do nosso corpo, mas que tem um poder muito grande: a língua. Esta,pode trazer vida, mas também morte.

Jesus disse que “a Boca fala do que o coração está cheio” (Lucas 6:45). Ou seja, nossa palavra tem poder quando ela procede do coração, porque o que está em nosso coração é o que cremos. Tudo que dizemos tem poder para vida ou para a morte, tudo que sai da nossa boca produz algo. A língua pode ser usada para o bem, como Deus pretendia, para exprimir amor e oferecer salvação. Ela também pode ser usada para o mal, com efeitos desastrosos que conduzem à condenação como diz em Tiago 3:1-12.

De todas as tentações que enfrentamos, a mais persistente e difícil é a tentação de dizer alguma coisa que não devemos. Algumas pessoas lutam para eliminar palavrões e piadas sujas de seu falar (Efésios 4:29). Muitos usam a língua para espalhar boatos e fazer acusações sem fundamento (Provérbios 16:28; 1 Timóteo 5:13). Deste modo, eles podem destruir a reputação de pessoas boas, criar discórdia entre irmãos, e até impedir a divulgação do evangelho  (1 Coríntios 3:3).

Todos nós batalhamos contra a tentação de falar antes de pensar, talvez uma palavra dura ou crítica, talvez uma expressão de raiva ou ódio. Uma simples palavra mal empregada pode destruir uma amizade de toda a vida, desfazer uma família, arruinar um casamento ou esmagar a auto estima de uma pessoa “Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar” (Tiago 1:19). Temos que manter domínio constante sobre nossas línguas para evitar o dano terrível que elas são capazes de causar. “Com ela, bendizemos ao Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas cousas sejam assim. Acaso, pode a fonte jorrar do mesmo lugar o que é doce e o que é amargoso? Acaso, meus irmãos, pode a figueira produzir azeitonas ou a videira, figos? Tampouco fonte de água salgada pode dar água doce” (Tiago 3:9-12).

Martinho Lutero disse: “Não posso impedir que os pássaros voem sobre minha cabeça, mas posso impedir que façam ninho sobre ela”.
Não podemos impedir que coisas ruins venham sobre nossas mentes, sobre nosso coração, e ouvidos, mas somos responsáveis pelo que alimentamos e armazenamos. O que deve sair de nossa boca são louvores e adoração a Deus, orações e confissões de nossos pecados, bençãos para nossos irmãos e sempre falar a verdade.
DOMINE SUA LÍNGUA!
Da boca de um filho de Deus não pode escorrer a cura e veneno ao mesmo tempo. Com ela ou mostramos que somos salvos ou que ainda somos cobras. Qual língua é a sua?
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s