Os perigos do orgulho!

Graça e paz amados! Hoje nós vamos comentar sobre um mal que tem destruído pessoas: orgulho. No último post nós falamos um pouco sobre pessoas cheias de si,e enfim,eu tenho visto muito isso dentro da igreja e isso tem entristecido meu coração,por isso resolvi voltar com esse tema,para ser mais discutido.

Antes de começarmos a falar,vamos saber o que é o orgulho;

– É o amor próprio exagerado.
– É o senso de superioridade pessoal.
– É arrogância.
– É soberba.
– É presunção.
– É ostentação.
– É vaidade.

Foi o pecado do orgulho que fez Lúcifer cair e perder o seu lugar de honra no Céu. ” Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva. Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações.E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, e, acima das estrelas de Deus, exaltarei o meu trono, e, no monte da congregação, me assentarei, da banda dos lados do Norte. Subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo(Is. 14.12-14)”

O orgulho não só é o primeiro dos pecados capitais, mas é também o mais terrível deles em suas conseqüências. Orgulho é a matéria prima, o ingrediente básico de todos os outros pecados. A partir do momento que escolhemos uma vida distante de Deus, fazendo nossas próprias escolhas e vivendo de acordo com nossos próprios desejos, nosso coração passou a exibir uma característica semelhante a de Lúcifer: o orgulho.

É muito comum vermos pessoas assim, orgulhosas, soberbas, cheias de si, se achando os “donos da cocada preta”. Pessoas com coração duro, com dificuldades enormes em ser contrariadas, corrigidas. Por causa do orgulho, deixamos de reconhecer Deus como a fonte de todo o Bem e passamos a achar que pode haver em nós mesmos algum tipo de bondade. O soberbo tenta roubar a glória que pertence a Deus, atraindo destruição para si mesmo.

O Orgulho é um mal que Deus abomina. “Porque o dia do Senhor dos Exércitos será contra todo o soberbo e altivo e contra todo o que se exalta, para que seja abatido. Is.2.12.”  

O orgulho precisa ser vencido diariamente.

– Por causa do orgulho deixamos de conversar com o nosso irmão.
– Por casa do orgulho deixamos de cumprimentar o irmão.
– Por causa do orgulho muitos crentes até faltam aos cultos.

Pare e pense um pouco:

  1. Quantos casamentos não teriam sido desfeitos se um cônjuge não colocasse toda a culpa dos problemas no(a) companheiro(a)?
  2. Quantos homicídios seriam evitados se houvessem mais pedidos de perdão?
  3. Quantos pessoas permaneceriam em seus empregos se aceitassem as críticas construtivas e tentassem melhorar seu desempenho?
  4. Quantas brigas no trânsito seriam evitadas com simples pedidos de desculpas?
  5. Quantos desentendimentos familiares não teriam acontecido, se os filhos recebessem os conselhos e a correção dos pais como algo valioso?

O céu é dos humildes. E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que si mesmo se humilhar será exaltado.”(Mt. 23.12) e “Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará.” (Tg. 4.10) A prática da humildade é a solução para vencermos esse pecado maldito e alcançarmos a promessa do Reino dos Céus.  Para Jesus humildade era não apegar-se a sua condição divina, esvaziar-se a si mesmo; para nós, é assumir com convicção o nosso vazio e reconhecer que nada temos em que possamos nos apegar, senão a Graça e o amor de Deus, revelados em Cristo Jesus. O humilde entrega a glória a quem ela pertence: ao Senhor. Por isso, na oração modelo, Jesus no ensina a reconhecer a santidade de Deus: santificado seja o Teu nome. Não o meu nome, não a minha reputação, não a minha imagem, mas o Teu nome seja louvado e exaltado.

Eu tenho algumas dicas para te dá,e que você esteja com o coração aberto para recebê-las: – Não se exalte pelo cargo que você tem.
– Não se exalte pela função que você exerce na igreja.
– Não se exalte por Deus te usar na sua obra.
– Muitas vezes ficamos enciumados porque o nosso irmão está fazendo um trabalho que nós achamos melhores do que ele para fazer. Mas Deus o quer usar por causa da sua humildade, não por causa da sua competência.
– Cuidado para você não valorizar excessivamente suas virtudes.
– Use o antídoto da humilhação pessoal diariamente.
– Precisamos ser humildes de verdade, esvaziando-nos de nós mesmos.
– Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que, a seu tempo, vos exalte.(I Pe. 5.6)
– Deus nos dá uma pequena porção da sua Unção, para nos testar, se formos fiéis no mínimo, Ele nos dará coisas maiores.
– O caminho para subirmos é para baixo. Conclusão: Ore regularmente ao Senhor por proteção.
– Considere o valor das outras pessoas.
– Crucifique o seu ego – os desejos
(Gl. 5.24) – E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.
– Não discrimine as pessoas, mantenha comunhão.
– Não busque uma super auto valorização.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s