DECEPÇÃO: Quem nunca passou?

Graça e paz amados! Quem nunca se decepcionou com alguém? Eu já me decepcionei muito e com pessoas que nem imaginei. Por isso resolvi trazer esse assunto,pois na bíblia tem exemplos de pessoas que sofreram decepções e vou citar alguns para vocês. Vamos lá!

A vida é cheia de decepções. No casamento, na vida profissional, na amizade de muitos anos, naqueles que consideramos irmãos para qualquer situação, em todas as pessoas e nas melhores famílias a decepção pode estar presente. No entanto, no mundo em que vivemos, as pessoas para esquecerem as suas decepções partem para outras atitudes que ao contrário de ajudar trazem outros problemas.Por exemplo, alguém pode ir para a bebida por causa do casamento desfeito, que por muitas das vezes, se você for encontrar o que ocasionou a separação, encontraremos problemas fúteis e que poderiam ser resolvidos com facilidade. O que não dizer de outros decepcionados com a vida são levados as drogas, para o vício, para as baladas da noite e por que não dizer no suicido!

Decepcionar-se, na verdade, é deixar-se surpreender pelo comportamento de alguém, de quem esperávamos outra atitude numa determinada situação. Quando, por exemplo, uma pessoa age conosco dentro do padrão ruim dela, não há surpresa, não há decepção, porque já estávamos preparados. O problema se torna real quando a atitude nos parece fora do comportamento esperado. Por isto, o modo como lidamos com a decepção sinaliza nosso nível de maturidade. Na bíblia encontramos muitos exemplos de pessoas que passaram por decepções:

1. Samuel era um profeta, sacerdote e juiz que fazia tudo por seu povo. Assim mesmo, depois de tantos serviços prestados, os israelitas lhe pediram que lhes escolhesse um rei, que não fosse ele, nem seus filhos. O pedido o deixou enormemente decepcionado. As palavras com as quais quiseram descartar seus líderes foram dolorosas: “Vê, já estás velho, e teus filhos não andam pelos teus caminhos; constitui-nos, pois, agora, um rei sobre nós, para que nos governe, como o têm todas as nações” (1Samuel 8.5). Deus o consolou, dizendo que não era ele a quem o povo rejeitava, mas ao próprio Deus (1Samuel 8.4-22).

2. No começo do Cristianismo, Paulo e Pedro se envolveram numa disputa teológica, que terminou com um acordo, selado perante muitas testemunhas e por escrito, que preservava a unidade da Igreja no Espírito Santo. No entanto, algum tempo depois, o apóstolo Pedro decepcionou o apóstolo Paulo quando, diante do seu público judaico, adotou um comportamento contrário ao que fora acertado, talvez em busca do aplauso da platéia (Gálatas 2.11).

3. Paulo teve muitos auxiliares. Alguns deles, como Fígelo e Hermógenes (2Timóteo 1.15), Demas (2Timóteo 4.10) e João Marcos (Atos 15.37) o abandonaram, infligindo muito sofrimento ao apóstolo.

Lá em Jeremias 17:5 diz “Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR! “Você pode vencer as decepções da vida,pois nesse mesmo capítulo no versículo 7 diz “Bendito o homem que confia no SENHOR, e cuja confiança é o SENHOR.”  Só se decepciona com as pessoas quem se relaciona com as pessoas. Quem não quer se decepcionar não deve se relacionar, mas esta hipótese não é possível. Não há como reduzir a zero os nossos relacionamentos. Em lugar de fugir das pessoas, precisamos aprender a como nos relacionar com elas e verificar como nos temos comportado.

Mas por que nos decepcionamos?

1.Esperamos demais das pessoas- Um dos comportamentos produtores de decepção é a expectativa errada acerca dos outros. Ela é facilmente explicada: todos queremos nos relacionar. Às vezes, na verdade, queremos ser servidos ou afagados pelas pessoas.E com isso, idealizamos as pessoas, idealizamos os relacionamentos, acabamos esperando demais das pessoas, esperando delas o que não podem dar.Relacionemo-nos, mas não esperemos gratidão sempre.

2. Esquecemo-nos que somos capazes de cometer o erro que os outros cometem conosco-  Muitas vezes, nos achamos incapazes de cometer o erro que o outro cometeu conosco. Nós sempre somos certos. Somos sempre gratos. Procuramos esclarecer os fatos antes de julgar os outros. É isto que pensamos de nós mesmos, embora os outros não pensem a mesma coisa.Não somos perfeitos.

3. Erramos em nossos julgamentos. Nem sempre nossa decepção tem base na realidade- Nós somos capazes de condenar as pessoas sem conferir o comportamento delas. Às vezes, uma pessoa se magoa diante de uma palavra contra ou sobre ela que jamais foi proferida. Temos que ter cuidado com isso.

Quer maior decepção que um amigo mais chegado ou um parente deixar você na hora mais difícil da sua vida? Já passei por isso amados e confesso que doeu bastante,confesso que no primeiro momento fiquei com raiva e magoada,mas depois passou,só que com você pode está sendo diferente e você até hoje está guardando ressentimento daquele seu amigo ou familiar que lhe deixou sozinho na hora da dificuldade. Eu quero te dizer hoje que Deus não irá te desamparar. Deus ainda tem palavras de animo para sua vida!

II Corintios 4v. 8-9. Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; Você pode estar em tribulação, mas esta tribulação não vai angustiar o seu coração por muito tempo, porque o seu choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã! Você pode estar perplexo, mas você não vai ficar desanimado, pois o Senhor te sustenta com sau mão forte. Você pode estar sendo perseguido, mas você não está desamparado, pois o Senhor está com você e irá pelejar por sua causa ! Você pode estar abatido, mas não destruído, porque somos mais vitoriosos em Cristo Jesus.

Se o preço da decepção é alto, é mais alto ainda o preço de não nos  relacionarmos,e de voltarmos a confiar naquela pessoa. Jesus é um exemplo de como devemos nos comportar, mesmo depois da decepção. Após a ingratidão dos nove leprosos (Lucas 17.17), Jesus continuou a curar. Ele não desistiu de fazer o bem porque recebeu a indiferença da maioria como resposta. Podemos imaginar que o fazia pela alegria de alguns, apesar da insensibilidade para a gratidão por parte da maioria. Ele não fazia para ser reconhecido (para que lhe agradecessem). Na verdade, Ele era reconhecido pelo que fazia.

Situações de decepção podem chegar em nosso dia a dia , mas o amor de Cristo chegou antes que você fosse formado no ventre de sua mãe! Seu melhor amigo é Deus,não coloque sua confiança em homens mas no Senhor, Ele é a nossa força. Há um lado positivo na decepção; é quando ela nos ajuda a nos voltarmos para Deus como Aquele em Quem podemos realmente confiar. Ela nos lembra quem é o ser humano; ela nos recorda quem somos nós; ela nos apresenta Quem é Deus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s