Por que é tão difícil viver em santidade?

Graça  e paz amados! O tema do nosso papo de hoje é “santidade”. Vamos saber o que é isso,e como viver em santidade. E já posso iniciar falando para vocês que não é fácil e nem tão simples,principalmente sendo jovem nessa sociedade atual. Então vamos lá!

O que é santidade? Será que é ficar orando e lendo a bíblia o dia todo ou então ficar na igreja todos os dias? Não. Viver em santidade é a pessoa honrar a Deus em tudo aquilo que ela faz, nos detalhes mais simples do seu cotidiano. É a pessoa se esforçar para agradar a Deus com as suas atitudes, suas palavras, seu jeito de ser, suas escolhas, seu caráter, seus pensamentos. Não é fácil amados,por que a sociedade cobra tanto de nós,e muitas vezes ficamos pressionados com os padrões apresentados pela mídia ou até pelo seus amigos. O pecado atrai amados,aparentemente não é ruim,mas e as consequências? Essas sim,destroem,corroem e podem levar a um fim trágico.

Em contra partida,muitos  pensam que vivem em santidade, pelo simples fato de não viver em pecado, não praticar adultério, roubo, morte, fisicamente não fazem nada errado, mas e o coração, o que se passa lá dentro onde ninguém vê? O coração às vezes está cheio de magoa, ódio, inveja, vingança, fofoca. Então de que adianta se manter pura no corpo e não no espirito? Não serve de nada, pois o interior vai acabar por corromper o exterior.

” Sedes Santos, assim como vosso pai celeste é Santo. ” Mateus 5:48  

“Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver;Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo.” 1 Pedro 1:15-16

Deus nos chama para viver uma vida de santidade,pode parecer impossível hoje em dia,mas eu te digo querido,é possível ser santo nessa sociedade totalmente corrompida. A bíblia diz: “Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno. 1 João 2:14.” Nós jovens somos fortes e capazes de renunciar a tudo aquilo que é impuro e viver para Deus, mesmo que sejamos vistos como loucos. Não abra mão de sua santidade por nada, não existe nada melhor do que estar em comunhão com Deus. O mundo pode oferecer prazeres que vão acabar e nos deixar frustrados, mas com Jesus desfrutaremos de algo muito mais prazeroso, incorruptível e eterno.

Sete formas de você viver em santidade:(retirado do livro “O poder da mulher que ora”)

  • Santidade significa separar-se do mundo. “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer está na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.Salmos 1.1-2.”  Isso não quer dizer que você vai morar no alto da montanha, isolar-se e jamais falar com alguém que não seja cristã. Significa que seu coração se desliga do sistema de valores do mundo. Você passa a dá valor às coisas que Deus valoriza acima de tudo.
  • Santidade significa purificar-se.“E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como ele é puro 1 Jo 3:3.” Purificar-se não quer dizer vestir uma túnica branca para cobrir tudo o que não é santo em você. Significa pedir a Deus, que é santo, para purificar seu coração. É lá que começa tudo o que não é santo.
  • Santidade significa viver no Espírito e não na carne. “Porque os que se inclinam para a carne cogitam das coisas da carne; mas os que se inclinam para o Espírito, das coisas do Espírito. Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz. Por isso, o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. Rm 8:5-8.” Nossos pensamentos carnais nos desqualificam tanto quanto nossas ações. Temos inveja de alguém? Estamos em conflitos? Há divisões não resolvidas em nosso meio? Damos espaço ao pecado intencionalmente? Se esse é o caso, então estamos vivendo na carne. E isso nos destruirá.
  • Santidade significa manter distância da imoralidade sexual. “Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição; que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra, não com o desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus 1 Ts 4:3-5.” A maior mentira que nossa sociedade aceita cegamente é de que é correto cometer pecado sexual. Deve ser triste para o Espírito Santo ver quantas mulheres se contentam com muito menos do que Deus tem para elas porque acreditaram nessa mentira.
  • Santidade significa ser santificada por Jesus. “Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados Hb 10:14.” Uma vez que aceitamos a Jesus, não podemos continuar a viver conforme nosso antigo estilo de vida pecaminoso. Agora que temos Jesus vivendo dentro de nós e seu Espírito Santo nos enchendo e transformando.
  • Santidade significa andar com Deus.“Mostrarei a minha santidade naqueles que se cheguem a mim e serei glorificado diante de todo o povo Lv 10:3.” Não há nada mais importante do que estar perto de Deus. Quando não procuramos caminhar com Deus e ter um estilo de vida de pureza e paz, não somos capazes de ver o Senhor com
    qualquer clareza. Ter estima pela santidade de Deus e viver em pureza é a única maneira de podermos ficar perto dele.
  • Santidade significa deixar que Deus guarde você do pecado. “Assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade Ef 1:4,5.” Santidade não é algo que você põe e tira como um chapéu. Ela é a vontade de Deus para nossa vida e algo que Deus planejou para nós desde o princípio.  Deus criou uma forma de vivermos em santidade. E ele pode nos manter santas. Quando nosso coração deseja viver em pureza e fazer a coisa certa, Deus nos guardará de cairmos em pecado.

Não sei vocês, mais eu desejo ter uma vida de santidade, ser santa assim como meu Pai é ! Quanto mais eu leio a palavra, mais eu aprendo, mais eu tenho inspiração. A palavra de Deus é verdadeiramente meu manual de vida, na palavra encontro respostas para tudo. Se você seguir pelo caminho certo, seguindo as instruções da palavra de Deus, você conquistará, a santidade em sua vida. E pode ter certeza: a sua vida não mais será a mesma.

Anúncios

4 comentários em “Por que é tão difícil viver em santidade?

  1. Hoje eu estava refletindo sobre um tema para se apresentar na pregação do culto de adoração que vai haver amanhã e também para se trabalhar na reunião de jovens…Me veio muitos temas a mente e…por um instante ao fazer uma auto-análise a respeito de mim mesmo como Cristão, Evangelista, Pregador , Mensageiro, eu me senti pressionado por este tema em especial: Santidade. Falar de santidade é o mesmo que falar de COMPROMISSO, ENTREGA, RENUNCIA, DEPENDÊNCIA, RESPONSABILIDADES, DISCIPLINA, e sobremodo O-B-E-D-I-Ê-N-C-I-A.
    Costumo dizer que Santidade nada mais é do que o resultado (consequência) do amor de Deus sendo plenamente conhecido e re-conhecido no coração do ser humano.
    Jesus Cristo em uma de suas “peregrinações” evangelísticas pela terra, certo dia parou em frente a um poço na cidade de Samaria e conversando com um mulher de lá disse: “Vocês adoram o que não conhecem; nós entretanto adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos Judeus”. Refletindo nisso, eu me questiono; a quem estou obedecendo? Para quem estou me Santificando?
    Por vezes leio o caso de Abel no livro de Gênesis Capítulo 4, e reflito…O que fez Deus recusar a oferta de Caim? Afinal, Caim ofereceu o melhor do seu trabalho e do que havia na terra. E o que fez Abel, mesmo diante da face da morte, não mudar seu comportamento em relação á Deus? …
    Desde de o princípio Deus estipulou requisitos para ser adorado, antes mesmo de criar este mundo. Diz a Epístola de 1Pedro 1, versos 19 e 20: “Mas fostes resgatados pelo precioso SANGUE de Cristo, como de CORDEIRO sem mácula ou defeito algum, conhecido, de fato, ANTES da criação do mundo, porém revelado nestes últimos tempos em vosso favor.”. Na Epístola de Efésios 1, verso 4: “Porquanto Deus nos escolheu NELE antes da criação do mundo, para sermos SANTOS E IRREPREENSÍVEIS em sua PRESENÇA”. Em outras palavras…o culto a Deus já estava determinado antes mesmo de existirmos, e a forma de cultuá-lo também já estava inclusa neste sistema de culto. O cordeiro de Deus (Agnus Dei) antes mesmo da TRANSGRESSÃO DA LEI (pecado) ser efetuada pelo homem neste mundo, já havia sido morto (sacrificado) para a salvação, restauração e adoração do ser humano pecador. Caim e Abel (assim como os posteriores descendentes de Adão) sabiam exatamente o modo como se dirigir a Deus e principalmente; o modo como deveriam cultua-ló, e isto incluía a forma e o modo correto de se oferecer os sacrifícios para aquele que É o verdadeiro Criador dos Céus e da Terra (Gênesis 17, verso 9 /Hebreus 9, verso 22).
    Abel ofereceu corretamente o sacrifício solicitado por Deus segundo o procedimento de sua imutável Lei. Ofereceu obedientemente Abel, um cordeiro morto, primogênito dos seus rebanhos. Segundo as prescrições da sagrada Lei de Deus, houve o derramamento de sangue oferecido para perdão de seus delito e transgressões…foi oferecido o sangue do cordeiro para o perdão de seus pecados.
    Entretanto Caim…negando-se a obedecer requisitos de adoração transcritos na Lei do Senhor, endureceu o seu coração, e em profunda rebeldia, ofereceu dos frutos da terra, invés de oferecer sobre o altar o cordeiro sem mancha e nem defeitos, que representava O Santo Ungido do Deus de Israel que haveria de vir: Jesus O Cristo.
    Na oferta de Caim, não houve derramamento de sangue. Optou livremente Caim por transgredir o procedimento correto de adoração. E Deus em sua infinita misericórdia buscou convencer amorosamente Caim de seu erro, assim como um Pai que apela ao coração do seu filho, para que desta forma ele (Caim) pudessem se arrepender da sua desobediência a Lei do Senhor e retornar ao caminho da Santidade, fazendo conforme os procedimentos eternos prescritos na mesma Lei: “Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Entretanto, se assim não fizeres, sabe que o pecado espreita a tua porta e deseja destruir-te; cabe a ti dominá-lo !” (Gênesis 4, verso 7).
    Caim porém fechou os ouvidos e endureceu o seu coração (Hebreus 3, verso 7 e 8 /Êxodo 19, verso 5 / Salmo 95, verso 8).
    Sabe…muitas vezes eu faço essa pergunta a mim mesmo: “Quantas vezes não fechei meus ouvidos e não endureci o meu coração, para a Voz do Espírito Santo, que dimana da Lei Santa escrita pelo dedo de Deus?” (Provérbios 28, verso 9).
    Hoje, eu tenho o privilégio (A graça) de ter um Sumo-Sacerdote que oferece constantemente o seu próprio e imaculado Sangue no Verdadeiro santuário de Deus, para a remissão dos meus pecados (Hebreus 9, verso 24)…porém a pergunta crucial é: “Porque rejeito constantemente obedecer a sua Lei ?” (Evangelho de João, versos 15 ao 18).
    Porque rejeito obedecer aquilo que é também a sua Palavra ? (Êxodo 20, verso 1)
    Santidade antes de tudo, é comprometimento e obediência com aquele que não é somente o meu Salvador, mais sobre tudo: Meu SENHOR.

    A quem estou obedecendo?… Pra quem estou me santificando?…Só me santifico para aquele que eu conheço (1João capítulo 2, versos 4 ao 5).

    Que no final dessa nossa vida, que é passageira, possamos ter a graça falar como falou o Justo Jó: “Senhor, antes eu te conhecia só de ouvir falar, mas hoje os meus olhos te vêem.” (Jó 42, verso 5).

    Que Deus na sua infinita bondade e amor nos guie. Como diziam os antigos Cristãos do primeiro Século: “Maranata ! O Senhor o nosso Deus, LOGO VEM !”. Que assim seja, e louvado seja o nome de Cristo, amém.

    Curtir

  2. Hoje eu estava refletindo sobre um tema para se apresentar na pregação do culto de adoração que vai haver amanhã e também para se trabalhar na reunião de jovens…Me veio muitos temas a mente e…por um instante ao fazer uma auto-análise a respeito de mim mesmo como Cristão, Evangelista, Pregador, Mensageiro, eu me senti pressionado por este tema em especial: Santidade. Falar de santidade é o mesmo que falar de COMPROMISSO, ENTREGA, RENUNCIA, DEPENDÊNCIA, RESPONSABILIDADES, DISCIPLINA, e sobremodo O-B-E-D-I-Ê-N-C-I-A.
    Costumo dizer que Santidade nada mais é do que o resultado (consequência) do amor de Deus sendo plenamente conhecido e re-conhecido no coração do ser humano.
    Jesus Cristo em uma de suas “peregrinações” evangelísticas pela terra, certo dia parou em frente a um poço na cidade de Samaria e conversando com um mulher de lá, disse: “Vocês adoram o que não conhecem; nós entretanto adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos Judeus”. Refletindo nisso, eu me questiono; a quem estou obedecendo? Para quem estou me Santificando?
    Por vezes leio o caso de Abel no livro de Gênesis Capítulo 4, e reflito…O que fez Deus recusar a oferta de Caim? Afinal, Caim ofereceu o melhor do seu trabalho e do que havia na terra. E o que fez Abel, mesmo diante da face da morte, não mudar seu comportamento em relação á Deus? …
    Desde de o princípio Deus estipulou requisitos para ser adorado, antes mesmo de criar este mundo. Diz a Epístola de 1Pedro 1, versos 19 e 20: “Mas fostes resgatados pelo precioso SANGUE de Cristo, como de CORDEIRO sem mácula ou defeito algum, conhecido, de fato, ANTES da criação do mundo, porém revelado nestes últimos tempos em vosso favor.”. Na Epístola de Efésios 1, verso 4: “Porquanto Deus nos escolheu NELE antes da criação do mundo, para sermos SANTOS E IRREPREENSÍVEIS em sua PRESENÇA”. Em outras palavras…o culto a Deus já estava determinado antes mesmo de existirmos, e a forma de cultuá-lo também já estava inclusa neste sistema de culto. O cordeiro de Deus (Agnus Dei) antes mesmo da TRANSGRESSÃO DA LEI (pecado) ser efetuada pelo homem neste mundo, já havia sido morto (sacrificado) para a salvação, restauração e adoração do ser humano pecador. Caim e Abel (assim como os posteriores descendentes de Adão) sabiam exatamente o modo como se dirigir a Deus e principalmente; o modo como deveriam cultua-ló, e isto incluía a forma e o modo correto de se oferecer os sacrifícios para aquele que É o verdadeiro Criador dos Céus e da Terra (Gênesis 17, verso 9 /Hebreus 9, verso 22).
    Abel ofereceu corretamente o sacrifício solicitado por Deus segundo o procedimento de sua imutável Lei. Ofereceu obedientemente Abel, um cordeiro morto, primogênito dos seus rebanhos. Segundo as prescrições da sagrada Lei de Deus, houve o derramamento de sangue oferecido para perdão de seus delito e transgressões…foi oferecido o sangue do cordeiro para o perdão de seus pecados.
    Entretanto Caim…negando-se a obedecer requisitos de adoração transcritos na Lei do Senhor, endureceu o seu coração, e em profunda rebeldia, ofereceu dos frutos da terra, invés de oferecer sobre o altar o cordeiro sem mancha e nem defeitos, que representava O Santo Ungido do Deus de Israel que haveria de vir: Jesus O Cristo.
    Na oferta de Caim, não houve derramamento de sangue. Optou livremente Caim por transgredir o procedimento correto de adoração. E Deus em sua infinita misericórdia buscou convencer amorosamente Caim de seu erro, assim como um Pai que apela ao coração do seu filho, para que desta forma ele (Caim) pudessem se arrepender da sua desobediência a Lei do Senhor e retornar ao caminho da Santidade, fazendo conforme os procedimentos eternos prescritos na mesma Lei: “Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Entretanto, se assim não fizeres, sabe que o pecado espreita a tua porta e deseja destruir-te; cabe a ti dominá-lo !” (Gênesis 4, verso 7).
    Caim porém fechou os ouvidos e endureceu o seu coração (Hebreus 3, verso 7 e 8 /Êxodo 19, verso 5 / Salmo 95, verso 8).
    Sabe…muitas vezes eu faço essa pergunta a mim mesmo: “Quantas vezes não fechei meus ouvidos e não endureci o meu coração, para a Voz do Espírito Santo, que dimana da Lei Santa escrita pelo dedo de Deus?” (Provérbios 28, verso 9).
    Hoje, eu tenho o privilégio (A graça) de ter um Sumo-Sacerdote que oferece constantemente o seu próprio e imaculado Sangue no Verdadeiro santuário de Deus, para a remissão dos meus pecados (Hebreus 9, verso 24)…porém a pergunta crucial é: “Porque rejeito constantemente obedecer a sua Lei ?” (Evangelho de João, versos 15 ao 18).
    Porque rejeito obedecer aquilo que é também a sua Palavra ? (Êxodo 20, verso 1)
    Santidade antes de tudo, é comprometimento e obediência com aquele que não é somente o meu Salvador, mais sobre tudo: Meu SENHOR.

    A quem estou obedecendo?… Pra quem estou me santificando?…Só me santifico para aquele que eu conheço (1João capítulo 2, versos 4 ao 5).

    Que no final dessa nossa vida, que é passageira, possamos ter a graça falar como falou o Justo Jó: “Senhor, antes eu te conhecia só de ouvir falar, mas hoje os meus olhos te vêem.” (Jó 42, verso 5).

    Que Deus na sua infinita bondade e amor nos guie. Como diziam os antigos Cristãos do primeiro Século: “Maranata ! O Senhor o nosso Deus, LOGO VEM !”. Que assim seja, e louvado seja o nome de Cristo, amém.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s